O Governo de Minas Gerais, por meio do Instituto de Desenvolvimento do Norte e Nordeste de Minas Gerais – Idene, apoia a participação de artesãos na 29ª Feira Nacional de Artesanato - FNA, no Expominas, em Belo Horizonte. O evento segue até o dia 9 de dezembro. A ação faz parte do Artesanato em Movimento, que integra o programa de Desenvolvimento do Norte e Nordeste de Minas Gerais. O evento conta com cerca de 5000 artistas de todo o Brasil.


No espaço reservado para os artesãos das regiões Norte e Nordeste de Minas Gerais estão representantes de 12 associações, que representam 230 artesãos de 11 municípios. O principal objetivo desta iniciativa é promover o apoio aos artesãos em feiras e eventos que fomentem a abertura de novos mercados, criando demanda e fortalecendo a atividade, com foco na preservação, valorização e divulgação.


O diretor-geral do Idene, Gustavo Xavier reafirmou o compromisso de promover o artesanato da área de atuação do Idene. “O que buscamos é dar oportunidades para que os artesãos divulguem seus produtos, isso garante trabalho e renda para muitas famílias da nossa região”, afirmou.


Para o jovem artesão da cidade de Santana do Araçuaí, Augusto Ribeiro, de 19 anos, a participação na Feira é uma ótima oportunidade para ganhar visibilidade dentro do mercado. “Aqui, além de vender, nós temos a chance de mostrar nossas obras para os visitantes, isso é o mais importante”, disse o artista que trabalha começou a fazer peças de cerâmica aos 4 anos de idade.


No local estão expostas peças de barro, palha, tecido, couro, madeira, papel ou fibras naturais, matérias brutas ou recicladas de artesãos das cidades de Berilo, Chapada do Norte, Diamantina, Felício dos Santos, Itinga, Salinas, Santana do Araçuaí, Taiobeiras, Turmalina e Veredinha.

Foto (crédito): Ronaldo Lima